(21) 2569-6969 | (21) 2269-6969 | (21) 2169-6969 (Seg. a sex.: de 8h às 18h e Sábados de 8h às 12h) insetisan@insetisan.com.br

 

icone-corrodencio
Corrodêncios

 

Corrodêncio ou Piolho de Livro:

Ordem Psocoptera:

O nome da ordem origina-se dos radicais gregos ‘psokos’, que significa mandibulado, e ‘ptero’, que significa asa.

Há cerca de 3200 espécies conhecidas, divididas em 35 famílias, e distribuídas mundialmente. Psocidae tem 1 – 10 mm de comprimento, apresentam aparato bucal mastigador e são hemimetábolos; ninfas vivem com os adultos e sofrem 6 ecdises antes de chegarem à fase adulta. Todos possem glândula de seda, e alguns formam largas teias, sob as quais vivem em comunidade.

O habitat dos psocídeos incluem folhas vivas e mortas, serrapilheira, casca de árvores e habitações humanas. Espécies não associadas ao homem são aladas (com asas) e vivem em troncos de árvores, ramos e serrapilheira, e se alimentam de matéria orgânica como líquens, algas, e tanto plantas como insetos mortos. Espécies associadas ao homem são ápteras (não voam), e conhecidas como piolhos dos livros, tem menos de 2 mm de comprimento e se alimentam de grãos armazenados, livros, cola de parede e outros produtos amiláceos. Estes últimos podem ainda alimentar-se de insetos secos. Psocídeos podem se tornar um incômodo, mas são de pouca importância econômica.

corrodencio

Liposcelis sp.

Conhecidos popularmente por Piolho de Livro, são insetos diminutos, normalmente com aproximadamente 1 mm de comprimento, de cor marrom-pálida, corpo arredondado e macio, olhos protuberantes e antenas finas e longas. Existem na natureza centenas de espécies de piolhos de livro, podendo ser encontrados sob cascas de árvores, arbustos, etc. Existem espécies com asas e sem asas.

Embora pareçam ser de origem africana, os Liposcelis sp. São encontrados em todo o mundo, em diversos habitats como em grãos armazenados, culturas contaminadas por fungos, ninhos de pássaros, etc. Alguns autores acreditam que essa espécie, embora de origem tropical, tem sido capaz de se disseminar, principalmente em razão da capacidade de se reproduzir sem a necessidade de fecundar seus ovos (partenogênese) e devido a sua capacidade de sobreviver sem alimentos por longos períodos de tempo, que pode chegar a dois meses.

Embora possam se alimentar de mais de 50 tipos de alimentos, os piolhos de livro são considerados mais importunos em farinhas, arroz, sêmola, cereais matinais, etc. Em condições controladas de laboratório, foram encontradas diversas espécies de fungos, grãos quebrados de trigo, sementes imprestáveis como substratos adequados para alimentação de Liposcelis sp.. Existem indícios sobre a presença de Liposcelis sp. em caixas de papelão, pois o amido, utilizado como cola em sua confecção pode fornecer alimento e as ondulações da caixa, o abrigo.

O desenvolvimento de ovos a adultos é de aproximadamente três semanas, a 27°C e 70% de umidade relativa.

A longevidade do adulto gira entre 72 e 144 dias, dependendo das condições ambientais.

Espécies de Liposcelis sp. são consideradas pragas secundárias de grãos; sua dieta é suplementada por fungos.

A presença deste inseto normalmente indica condições deficientes de armazenamento, danos ocasionados por outros insetos, excesso de umidade, desenvolvimento de fungos e elevado conteúdo de impurezas.